LIVROS

 

ISBN 978-85-88456-65-5
 

208 pp.
16x23
Brochura
R$ 35,00

como comprar

 

Origens do português brasileiro
Julius Naro & Maria Marta Pereira Scherre

Este livro se concentra nos seguintes eixos:

  • uma identificação rigorosa de fenômenos variáveis do português brasileiro em dados do português europeu popular;

  • uma interpretação do português brasileiro mais conforme à sua sócio-história;

  • uma reflexão teórica inovadora sobre aquisição e mudança.

Naro & Scherre demonstram que características morfossintáticas e fonológicas do português brasileiro, atualmente envoltas em estigma e preconceito social, são heranças românicas e portuguesas arcaicas e clássicas, e não modificações mais recentes advindas das línguas africanas, ou das línguas dos povos ameríndios. Tampouco seriam o resultado de processos de simplificação ou outras modificações espontâneas causadas pelo contato, durante o processo da transmissão não-tradicional da língua.

O português brasileiro não é o português simplificado ou o português com influência africana; é o português com as suas raízes originais, rurais e populares, transplantado para uma terra mais fértil e conseqüentemente com um desenvolvimento mais intenso. Longe de ser um português crioulizado, o português do Brasil é o português radicalizado.

CLIQUE PARA VER ÍNDICE E UM CAPÍTULO

 

 

Os autores

ANTHONY JULIUS NARO

livre-docente pela UFRJ, formou-se em Matemática pela Polytechnic University of New York, doutorou-se em Lingüística pelo Massachusetts Institute of Technology. Fez estágios de pesquisa em Coimbra, Lisboa, Luanda e Malanje e foi Professor Visitante nas Universidades de Chicago, Pennsylvania, Roma, California (Los Angeles) e Cornell. É professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Pesquisador Nível 1A do CNPq e membro e fundador do Programa de Estudos sobre o Uso da Língua [PEUL] da UFRJ. Sua produção se concentra em Sociolingüística e Lingüística Histórica. Atua principalmente nos seguintes temas: concordância verbal, ordem verbo-sujeito, pidginização e crioulização, variação lingüística. É autor de A Study on the Origins of Pidginization (1976); Da métrica medieval galaico-portuguesa (1971); Estudos diacrônicos (1973); Variação e funcionalidade (2005).

 

 

MARIA MARTA PEREIRA SCHERRE

é doutora em Lingüística pela UFRJ, pesquisadora associada da UnB, pesquisadora 1 B no CNPq e membro do Programa de Estudos sobre o Uso da Língua [PEUL] da UFRJ. É autora de Doa-se lindos filhotes de poodle — Variação lingüística, mídia e preconceito (2005) e de diversos artigos e capítulos em revistas científicas e obras no Brasil e no exterior. É co-organizadora de Padrões sociolingüísticos — Análises de fenômenos variáveis do português falado no Rio de Janeiro (1996).

 

da mesma autora leia também:

Doa-se lindos filhotes de poodle: variação lingüística, mídia e preconceito.